quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Entrevista a Jenn Riggs, criadora da Thread Honey


Jenn Riggs da Thread Honey enche a cultura pop de orgulho. Os seus desenhos multifacetados trazem fantasia e jovialidade ao bordado – perfeito para qualquer geração de bordadeiras. Convidámos a Jenn a partilhar connosco alguns dos seus pensamentos e recordações sobre o bordado. Leia a entrevista para saber como começou.


Quem lhe ensinou bordado/ponto de cruz/tricô/croché?
A minha avó primeiro ensinou-me a fazer ponto de cruz, quando eu tinha à volta de 8 anos. Veio visitar-nos ao Texas no Natal e ainda me lembro do pequeno bastidor com um desenho de um boneco de neve, que ela me deu.


Olhando para trás, o que significou isso para si?
Sempre gostei de trabalhos manuais e penso que é algo que herdei da minha avó. Ela é uma dessas mulheres maravilhosas, que consegue cozinhar uma refeição, fazer uma manta em croché e pintar uma pequena tela, tudo no mesmo dia. Com 87 anos ainda pinta! Ela continua a ser uma das minhas maiores referências.


O que acha que a fez ficar “presa” ao bordado?
Quando inicialmente a minha avó me ensinou, achei divertido, mas não estava muito interessada em coisas como bonecos de neve. Por isso durante um tempo esqueci-me do ponto de cruz. Quando estava na universidade a tirar o curso de Artes Visuais, estávamos a aprender suportes diferentes e lembrei-me das técnicas de bordado, que me tinham ensinado quando era mais nova. Decidi voltar a pegar no bordado, desta vez criando os meus próprios desenhos e colocando o meu cunho pessoal. E foi nessa altura que me apaixonei pelo bordado. Adoro a possibilidade de usar diferentes suportes como tela, tinta e aguarela para criar arte dum modo tátil.


Já transmitiu os seus conhecimentos a mais alguém?
Já viciei alguns amigos no bordado e é sempre muito divertido vê-los começar a gostar tanto como eu! Espero um dia partilhar o bordado com as minhas sobrinhas e sobrinhas-netas, tal como a minha avó fez comigo.


Porque pensa que é tão importante transmitir esses valores?
O bordado é uma forma de arte muito bonita, porque está cheio de tradição. É geralmente visto como um “trabalho de mulher” e fico feliz que hoje em dia haja uma geração de mulheres a utilizar esta técnica, que existe há milhares de anos, e ande a criar coisas completamente novas.


Qual o seu ponto de bordado e a sua cor DMC preferidos?
O meu ponto de bordado preferido é o ponto de folha. Posso, toda contente, bordar folhas sem parar!  A minha cor DMC preferida (é tão difícil escolher!) é a 3842 – Azul Wedgewood escuro. Este azul é tão vibrante e pigmentado, que enriquece qualquer trabalho que esteja a fazer.


Onde se inspira?
Procuro sempre ver o humor que há na vida. Penso que muitas pessoas se sentem atraídas pelo meu trabalho, porque associam o bordado a coisas muito sérias. Adoro bordar, porque isso me faz feliz e não tem regras, podemos bordar calão ou um pôr do sol e cada um deles é bonito à sua maneira.


Obrigada Jenn por por nos falar do seu trabalho! Não deixe de ver e descarregar todos os modelos de Thread Honey na nossa loja online e fique atenta para mais entrevistas a talentosos artistas da nossa Coleção de Designers!




Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...