segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Apresentamos Diamant Grandé


O nosso novo fio brilhante de bordado chegou!
A família dos fios metalizados DMC está a crescer: conheça Diamant Grandé

O fio de bordado metalizado Diamant Grandé é um fio para bordar à mão, macio e resistente, que irá proporcionar um brilho e uma luminosidade excecional às suas obras. É fácil de usar, porque não se enrola nem se desfia durante o trabalho. 





Disponível em seis cores fantásticas, trata-se dum fio composto por 6 cabos não divisíveis, que possui o dobro da grossura do famoso Diamant DMC. Este fio metalizado maravilhoso irá conferir mais brilho e um efeito 3D espetacular a todas às suas criações de bordado tradicional e ponto de cruz.

Diamant grandé é o novo membro da família Diamant DMC.



O Diamant DMC está disponível em 14 cores e é um fio um pouco mais fino que o Diamant Grandé.




Adquira já a nova caixa de colecionista de edição limitada com as seis cores do fio Diamant Grandé DMC.


Onde o pode encontrar:
O fio Diamant Grandé está disponível nas melhores retrosarias de Portugal e na nossa Loja Online.

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Vencedores do III Concurso de Bordado Criativo DMC




Em outubro de 2018, a DMC realizou o "III Concurso de Bordado Criativo DMC". A ideia dos concursos é que as bordadeiras possam deixar fluir à sua criatividade e realizar trabalhos que demonstrem que os fios são elementos versáteis e transformáveis capazes de formar autênticas obras de arte. Nesta ocasião foi proposto trabalhar com os fios Mouliné Étoile, um fio com um brilho leve que dá às obras um toque especial e requintado.

As retrosarias ajudaram a promover e a dar a conhecer a ideia do concurso. Um total de 48 obras espanholas e 21 portuguesas enviaram fotografias das suas obras, seis das quais foram escolhidas e convidadas a enviar os seus trabalhos a DMC Espanha.

O júri composto pela equipa de marketing da DMC teve grande dificuldade em escolher as peças vencedoras, pois havia realmente uma elevada qualidade, tanto pela grande imaginação, como pela qualidade de produção. Depois de votos anónimos houve um empate entre três obras que concorreram ao terceiro prémio. Desta forma, a direção da DMC deu o consentimento para que todos os três recebessem os seus presentes.



O primeiro prémio foi para Isa Martín de Santa Cruz de Tenerife-Espanha, com a obra "La bordadora de sueños", um esplêndido e bem elaborado retrato colorido e pormenorizado, bordado em organza. Os fios foram comprados no estabelecimento Mercería Lores, na mesma cidade. Ambos receberam o prémio que consiste num vale-viagem do El Corte Inglés no valor de 1000 euros cada.




O segundo prémio foi para Minia Batet com a obra "Selva", de Santiago de Compostela-Espanha, uma imagem em que o bordado dá vida a uma composição muito moderna. O seu prémio consistiu num vale-presente de 300 euros em produtos DMC.


Os terceiros prémios pertencem à Begoña Basagoiti de Madrid-Espanha com a obra "Paseando por el jardín", um avental de jardim com preciosos motivos florais e animais; Teresa Martín de Madrid-Espanha com a obra "La espera", um bordado muito delicado duma japonesa; e Madalena Neto de Aveiro-Portugal com a obra "Aves exóticas", uma almofada com uma cor vibrante salpicada dum leve brilho, realmente espetacular.







Estas bordadeiras compraram os seus fios em Todo Punto de Cruz de Madrid, Almacén de Pontejos de Madrid e Kinhas e Linhas de Aveiro. Tanto as bordadeiras como as lojas que lhes forneceram os fios, receberam de presente uma caixa organizadora da nova coleção com 24 meadas das novas cores do fio Mouliné Étoile, avaliada em 80 euros.

Em breve a DMC irá lançar um novo concurso com a esperança de receber uma grande participação e acima de tudo, que as bordadeiras desfrutem e divulguem esta arte.


Parabéns às premiadas! Se não foi uma das felizes vencedoras, fique atenta ao nosso próximo concurso onde poderá ter a sua oportunidade.

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Bargello, a tapeçaria está na moda


O Bargello é um ponto de tapeçaria (também conhecido como petit point). O seu nome provém das cadeiras encontradas no palácio do Bargello em Florença, que foram revestidas com este tipo de bordado. Tradicionalmente, o Bargello é feito em lã sobre uma talagarça em almofadas, poltronas e inclusive tapetes.

Almofada de Hello Bargello

Os desenhos tradicionais são muito coloridos, utilizam diferentes matizes duma mesma cor e os padrões mais comuns são os geométricos.


O Bargello também apresentam outros nomes como ponto húngaro ou bordado florentino. Em italiano o bargello é conhecido como ponto húngaro, pois os florentinos acreditam que esta técnica teve origem na Hungria. Embora as origens do Bargello sejam pouco claras porque não há muita documentação. Provavelmente apareceu entre os séculos XVII e XVIII.


O Bargello não se refere apenas à técnica, mas também aos motivos e à mudança de cores dos pontos com pontos verticais e a composição de cores para criar os motivos.

Nos anos 60 houve um renascimento desta técnica e ela entrou na moda. Agora há artista, como o norte-americano Hello Bargello, que fazem desenhos e combinações de cores modernos aplicando-os a novos suportes, como sacos, malas de computador, quadros... Também pode ser bordado em talagarça de plástico rígido.



















As linhas mais usadas são o algodão mate (Retors - 285 cores) ou lã (Lã Colbert - 390 cores). Vêm em meadas e estão disponíveis em várias cores. A linha não se separa em cabos, bordando-se diretamente.



O ponto é relativamente fácil de fazer, mas é necessário ter o cuidado de não saltar e contar bem os pontos para o desenho e o jogo de matizes apresentar o efeito desejado.



Fazer bargello é muito relaxante e hipnótico, quase terapêutico e o resultado é precioso. Já experimentou?

Se se interessa por tapeçaria, recomendamos-lhe esta publicação.

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

9 bordadeiras que deve seguir no Instagram – 4

Voltamos com a 4ª lista de bordadeiras, que deve seguir no Instagram. Esperamos que a inspire a bordar tanto como a nós! Hoje compilamos mais 9 que adorámos.


Karen Barbé (Chile)


Studiovariopinto (España)



Sew Botanical (Reino Unido)



DearestQ (Estados Unidos)


Salt Stitches (Reino Unido)




Intellectual and Rotten (Estados Unidos)



Jojo Giltsoff (Estados Unidos)


Thread Stuff (Estados Unidos)



Esperamos que seja interessante para si! 


Quais são as suas bordadeiras favoritas no Instagram?

Pode deixar um comentário com um link das suas favoritas.



Se borda ou tece com os fios DMC e partilha os seus projetos no Instagram, marque-os com #dmcthreads e nós poderemos vê-los. Cada semana publicamos fotos que vocês partilham. Siga-nos em @dmc_crafts.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Punch needle, a técnica de bordado que está na moda



Punch needle é uma técnica de bordado em relevo: ao enfiar a agulha no tecido os pontos semelhantes a pequenas argolas são formados. Também pode-se usar os pontos pelo avesso do tecido onde o efeito é parecido a tapeçaria. Ao brincar com as técnicas e texturas obtêm-se projetos modernos e originais.





A agulha Punch needle, também conhecida como agulha mágica ou agulha fada do lar, usa-se com fios grossos, como as lãs de tricô, para obter projetos maiores, macios, encorpados e muito contemporâneos. Podemos tecer motivos abstratos, desenhos, paisagens, figuras geométricas ou florais. E só deixar à sua imaginação fluir!



Trabalha-se com tela Aida de 2,4 pontos, os furos são claramente visíveis para facilitar a passagem da ponta de metal através do tecido. O bastidor de bordado é essencial, já que o tecido deve estar bem esticado.




Aconselhamos-lhe os fios Natura XL, Natura Medium, Woolly 5, Fluffy, Knitty 6 ou qualquer lã ou fio de algodão que seja suficientemente grosso. É uma técnica rápida e fácil de executar, que permite fazer peças únicas, como almofadas, quadros, sacos, tapeçarias decorativas e muitos acessórios trendy!





Encontra a agulha Punch Needle DMC na maioria das retrosarias de Portugal e na nossa loja online.



Veja como utilizar esta ferramenta


Se não pode ver o vídeo clique aqui


terça-feira, 17 de setembro de 2019

Academia DMC: Inspire-se

Hoje damos-lhe algumas ideias e inspiração para o seu próximo projeto de bordado com alguma obras feitas pelas alunas da nossa Academia! 






Se é admiradora e sempre sonhou aprender a arte do bordado inscreva-se nos cursos da Academia DMC. As formadoras DMC são experientes e altamente credenciadas e vão apresentar-lhe variadas opções de técnicas para aprender, aperfeiçoar ou reinventar!





 Aproveite os seus tempos livres na Academia DMC e torne-se uma especialista em lavores!




Visite-nos na Rua dos Douradores, nº 11 - 3º Piso, Sala 308, Lisboa (na esquina da rua das retrosarias). Para mais informações contacte-nos através do nº  96 106 40 25.


Venha aprender connosco e traga as suas amigas!

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Projeto Art of Living – Portugal

Colaborámos com o Projeto Art of Living – Portugal que consiste numa competição anual e nacional entre equipas de jovens a partir dos 13 anos, cujo tema de fundo visava redescobrir e valorizar as necessidades elementares da pessoa: a alimentação, o vestuário, a saúde e a beleza, através do amor à arte e com arte, dedicação e carinho. 

A edição de 2019 teve como objetivos primordiais fomentar capacidades e atitudes como o conhecimento próprio, aceitação da diferença, resiliência, observação e cuidado dos pormenores no trabalho. 

O programa contou com temas a debate, conferências, visitas culturais e atividades de voluntariado, sob a orientação da formadora Cláudia Ghira Viana e responsáveis dos clubes participantes. 


Provas a concurso 

Prova 1: Primeiro o Ovo ou a Galinha? 

  • Fazer doce de ovos e enfeitar um bolo
  • Fazer um ovo estrelado ou escalfado e apresentá-lo inserido numa receita
  • Fazer uma tortilha

Prova 2: Prova das Linhas 

  • Coser 2 botões diferentes
  • Fazer uma bainha
  • Terminar um desenho que está iniciado, em ponto pé de flor
  • Transformar uma peça de roupa








Participantes 

A Fase 1 contou com 15 participantes do Clube Campo Alegre – Galegos -Penafiel e do Clube 7+ – Lisboa. 

Na Fase 2, participaram 22 jovens do Clube Fontainha – Prado, do Clube Espigueiro – Arcozelo – V. N. Gaia, do Clube Campo Alegre – Galegos – Penafiel e do Clube 7+ – Lisboa. 

As participantes foram acompanhadas por duas equipas de monitoras e os elementos dos 2 júris de avaliação das provas. 

A DMC colaborou com linhas e acessórios utilizados durante as provas e fazendo parte dos prémios distribuídos às participantes.

As provas e o respetivo patrocínio tiveram como impacto a motivação das participantes para exercitar as artes da costura e bordado e demonstrar à sua criatividade. Os prémios – uma vez que continham kits de bordado que têm vindo a ser terminados – constituíram um incentivo a continuar a aplicar as competências adquiridas.







É um prazer para a DMC colaborar e contribuir para a preservação duma vertente tão importante da nossa cultura, como é o bordado, entre as novas gerações.

Mais informações sobre este projeto aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...