terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Entrevista à Emi da EnnaDesign

Este mês entrevistámos a Emi, uma japonesa residente nos Estados Unidos, criadora da marca EnnaDesign. A sua especialidade são os amigurumis em miniatura feitos com linha Mouliné! Colocámos-lhe algumas perguntas para conhecer o seu processo de trabalho.

Quando começou a fazer croché e como aprendeu esta técnica?
Quando era pequena fazia sempre trabalhos manuais. A minha mãe ensinou-me os pontos básicos de croché e tricô quando tinha 9 ou 10 anos e depois aprendi de forma autodidata. Fiz a minha primeira almofada com Afghan grannies para a minha professora, quando tinha 12 anos. Nessa época fazia trabalhos como cachecóis ou camisolas em tricô e croché, mas foi em 2007, que comecei a criar bijuteria com amigurumi. Desde então fiquei obcecada por fazer amigurumis.


Qual o amigurumi mais pequeno que já fez?
Penso que as peças de fruta dos bolos de amigurumi, que faço para os anéis, são os mais pequenos. O morango tem 10 mm de altura e 5 mm de largura. Uso algodão Perlé DMC ou 3 cabos de Mouliné e uma agulha de croché de 1 mm para realizar os objetos mais pequenos.


Desenha os seus próprios modelos, como é o seu processo de trabalho?
Sim, todas as minhas criações são desenhos originais meus. Normalmente desenho um esboço à mão e começo a fazê-lo em croché até me aproximar do meu desenho inicial. Também me inspiro nas cores da linha para criar, porque adoro brincar com as cores. Toda a minha coleção de comida em amigurumi é feita com Mouliné e Perlé DMC, pela sua grande variedade de cores e pelo seu brilho. Gosto muito de experimentar para criar cores apetitosas com linhas DMC.



Gosto de fazer fusão de cores Mouliné para criar novas cores! Por exemplo, posso fazer um degradé de cores para os morangos, misturando cores. Para fazer um morango como o da foto, juntei 3 cabos duma cor e 2 doutra.


Tenho mais de 160 cores de linhas DMC distintas! Guardo-as todas por cor e fiz um caderno com amostras das cores.



O amigurumi continua a ser popular no Japão?
Sim, o amigurumi é um dos trabalhos manuais mais populares entre adultos e crianças no Japão. É incrível ver que o amigurumi também é bastante popular nos Estados Unidos, onde vivo agora. Como japonesa sinto-me orgulhosa e feliz por o amigurumi ser uma técnica, que agrada a tanta gente em todo o mundo e por a palavra “amigurumi” ser utilizada como um idioma universal.

Existe alguma outra técnica que gostasse de experimentar?
O bordado! De facto já comecei a experimentar. Conheço os pontos básicos, mas quero aprender mais para o meu próximo projeto, que combina croché e bordado.


Qual dos seus amigurumis é o seu favorito?
É difícil eleger apenas um... Mas o amigurumi do cão dorminhoco é o meu favorito. Todos são únicos. Os olhos do cão dorminhoco, que são o seu principal atrativo, são feitos com linha Mouliné DMC. Brownie é um cão especial. Ele faz parte de um livro de modelos de amigurumi chamado Zoomigurumi 2. É o primeiro modelo de croché que publiquei.




Que número de agulha de croché utiliza para realizar os gelados em miniatura? 
Utilizo a agulha de 2 mm e trabalho com 6 cabos de Mouliné DMC para os gelados dos colares.



Utilizo também a agulha de 1 mm e 3 cabos de Mouliné para as peças mais pequenas como os brincos.




Mr. and Mrs. Frankenstein é um bom exemplo, onde se pode ver a comparação dos tamanhos. 
Apesar de serem feitos com o mesmo modelo, usei uma agulha e linha diferentes.


Obrigada pelo seu tempo Emi, esperamos ver os seus bordados brevemente! Se quiser ver mais dos seus trabalhos, visite o seu site.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...